Arquivos de Categoria: Música

Indieland

Ontem foi dia de presenciar uma das coisas mais legais que já aconteceram no litoral gaúcho depois do crepe e da freeway: o MECA Festival.

Chegamos por volta das 20:00. O público era o que se esperava: parecia que tinham pegado a parte indie de Porto Alegre e simplesmente transportado direto pro Jimbaran em Xangri-lá. É importante dizer que o festival inteiro não estava lotado, mas com um quantia de pessoas que eu considero ideal para shows. Na medida. O palco já estava sendo preparado pros irlandeses do Two Door Cinema Club. Som totalmente do bem. Tocaram todas as minhas preferidas. Destaque para “Undercover Martyn” e “What You Know”. Uma baita presença de palco e bastante simpatia. Fizeram questão de avisar que, assim como a atração que viria depois, estavam fazendo seu primeiro show no Brasil e que tinham “curtido” a praia de Capão. Gringo se contenta com pouco mesmo. Quero ver quando chegarem no Rio. Meu show preferido da noite.

Na sequência, teve Vampire Weekend, a “atração principal” do festival. Bom set list. O vocalista Ezra tem uma voz extremamente estridente que chama muito a atenção. Achei que, pelo estilo e sonoridade da banda, não teria como ser bom ao vivo. Mas foi. A galera empolgou com “Holiday” que abriu, com “A-Punk” no meio e “Cousins” quase no final. Ambos os shows foram tão bons que me deixaram com aquela sensação de que tinham sido curtos demais.

Cheguei a comentar que lamentava ter perdido o show do The Twelves, que tocou no outro palco, o “palco club”. Eis que logo após o encerramento do show do Vampire Weekend, a dupla começou a tocar. Massa. Curto os remixes deles.

Também vi o Cobra Snake com um sorrisão na cara e rodeado de mulheres querendo ser fotografadas. Que vida que leva esse cidadão.

Depois fomos conferir o lado de dentro do Jimbaran, que já estava tomado por pessoas que tinham ido pela festa e não pelo festival e não estavam entendo nada do que estava acontecendo. Foi engraçado. Choque de tribos numa mesma noite. Na hora de voltar pro lado alternativo, os seguranças começaram a fechar o caminho que ligava os dois palcos  e isso serviu como lembrete que tudo tinha acabado. Aí foi voltar pra Capão Novo e chamar no crepe triplo.

No fim, foi uma noite muito afudê. Agora é só aguardar pela edição do ano que vem e que o ótimo nível de bandas seja mantido.

P.S.: Não tenho fotos da noite (só tremidas do celular) porque não tenho saco de ficar levando câmera. Assim que algum site publicar, eu coloco o link aqui.

Update: O Cobra Snake e o Facool já publicaram fotos do dia. Aqui e aqui.

Update 2: Mais fotos aqui e aqui.

Anúncios

This is no Bridget Jones

Boa banda da que ando escutando bastante ultimamente: The Wombats. Os caras tem um disco só que tá no meu repeat desde o começo do mês – A Guide to Love, Loss & Desperation (na verdade são três, mas os outros dois saíram só no Japão – nenhum sentido). E quem deu a morta foi o last.fm.

Recomendo.

Feliz dia mundial do rock!

Obrigado por tudo.

It don’t matter if you’re black or white

moonwalker

É a coisa que eu mais me lembra dele na minha infância. Pra sempre Rei do Pop.

R.I.P. Michael Jackson.

Falling, falling, falling, falling

Tô simplesmente viciado nessa música.

Phoenix – 1901

Counting all different ideas driftin away
Past and present they don’t matter
not if you just sort it out
Watch your moving in elliptical pattern
Think it’s not what you say
What you say is way too complicated
For a minute thought I couldn’t tell how to fall out

Oh It’s 20 seconds til the last call
Going hey hey hey hey hey
By now, you know its easy
like we did it all summer long
And I’ll be anything you ask and more
Going hey hey hey hey hey
It’s not a miracle we needed
And no I wouldn’t let you think so

Falling, falling, falling, falling
Falling, falling, falling, falling

Girlfriend, you know your girlfriends drifting away
Past and present, 1855 1901
Watch them build up a material tower
Think it’s not gonna stay, anyway, think it’s overrated
For a minute, thought I couldn’t tell how to fall out

Uh It’s 20 seconds to the last call
going hey hey hey hey hey
Lie down, you know it’s easy
like we did it all summer long
And I’ll be anything you ask and more
going hey hey hey hey hey
It’s not a miracle we needed
and no, I wouldn’t let you think so

Falling, falling, falling, falling
Falling, falling, falling, falling

I should have listened to my friends!

Sem palavras pro show do New Found Glory. Até porque sigo sem voz. Só sei que ver uma das minhas bandas preferidas ao vivo foi uma sensação muito inexplicável. Tô elétrico até agora. E eles ainda tocaram todos as músicas que eu gosto. Demais, demais. Pra se ter uma pequena noção do que foi a coisa, aí vai o vídeo do começo do show (Listen to Your Friends).

Sei lá.  O lugar era tri também. Foi afudê demais. E ainda tem FOB na próxima semana. Ainda não acredito.

Set List - NFGMais fotos aqui.

E mais uma vez: muito afudê.

Believers never die!

E quase me esqueço de mencionar a maratona de shows que iremos assistir em abril. Vai começar com New Found Glory dia 03, The Maine dia 07 e Fall Out Boy dia 13 (de brinde nesse mesmo show ainda tem All Time Low, Cobra Starship e Metro Station). Todos em Salt Lake City. Os ingressos pra todos os concertos já estão à venda e acho que daqui a pouco mais vai rolar as aquisições.

Pra completar só faltou ver o Blink tocando ao vivo (eles voltaram! – e eu não morro sem ver um show deles). Daí sim, tava feito o carreto.

Acho que é o problema de muita gente

Música da semana

Copeland – Brightest

If you find yourself here on my side of town
I’d pray that you’d come to my door
Talk to me like you don’t know what we ever fought about

Cause I don’t remember anymore
I just know that she warms my heart
And knows were all my imperfections are
And she said that I was the brightest little firefly in her jar

And I just know that she warms my heart
And knows where all my imperfections are
And she says that I am the brightest little firefly in her jar

California series

Também queria deixar registrado que esses dia fomos na loja da Fender em Provo. Só as guitarras e os baixos mais legais do mundo. E por preços muito mais acessíveis que no Brasil. Foi ainda mais afudê porque eu toquei (nos entido de “fazer música”) num Precision Bass americano. Que cordas, que desenho, que som, que sonho! Nem sei quando vou poder encostar em outro durante a minha vida.

Ah, sim, dia 3 de abril tem show do New Found Glory em Salt Lake City. É só receber meu pay check, comprar o ingresso e um abraço no gaiteiro.

Haja scrobble, amigo!

Muito tri a lista que o site Last.fm fez com os artistas, álbuns e faixas mais escutadas por usuários.  Das dez bandas do Top10, eu tenho quatro na minha lista – com destaque pro MGMT. Já no quesito álbuns, são cinco discos que eu também escuto – ouçam “Konk” do The Kooks. E por fim, na categoria faixas, são quatro músicas (uma do Coldplay e três do MGMT – grande vencedor do ano). Pela lista, consegue-se notar que a maioria dos usuários do site curte uma música indie. Acho que não tem outro estilo a não ser esse na lista, com exceção do Coldplay.

E pra quem quiser entender melhor o funcionamento do site, eu fiz um post há um tempo atrás.

Itunes afu

Hoje na aula de Tecnologia e Comunicação, a minha professora falou sobre o Meme do nome de músicas. O grande lance da brincadeira é responder perguntas com nomes de músicas que tu gosta. A brincadeira é meio velha, mas a idéia é genial e me dei conta que ainda não tinha postado aqui. Lá vai:

Responda usando nomes de músicas:

1- Descreva-se: Mr. Brightside (The Killers)
2- O que as pessoas acham de você: I Don’t Care (Fall Out Boy)
3- Descreva seu último relacionamento amoroso: It’s Over (Mest)
4- Descreva sua atual relação: Walking After You (Foo Fighters)
5- Onde queria estar agora: Around the World (Red Hot Chili Peppers)
6- O que pensa a respeito do Amor: Eletric Feel (MGMT)
7- Como é sua vida: Hard to Explain (The Strokes)
8- O que pediria se pudesse ter apenas um desejo: She (Green Day)
9- Escreva uma frase sábia: All You Need Is Love (Beatles)
10- Deixe uma frase para os próximos: Viva la Vida (Coldplay)

Indico para: Beretta, GabeLeti, Lu e Tássia.

Life is too short

Ontem recebi uma notícia excelente. Os três heróis da minha adolescência – Mark, Tom e Travis – voltaram a se falar e ao que tudo indica o retorno do Blink-182 parece estar próximo. Segue um trecho do post feito ontem (18/11/2008) pelo Mark no blog pessoal dele, o himynameismark.com :

(…)

in the midst of everything else that has happened lately, tom, travis, and i have all spoken together. first through a number of phone calls, and then a couple of weeks ago we all hung out for a few hours. they’ve all been great, very positive conversations. we’re just reconnecting as friends after four years of not talking. it’s a good thing. obviously the first question for a lot of people will be “does this mean a blink-182 reunion?” the answer is none of us know. we haven’t talked about it at all. right now it’s just good for the three of us to see one another, reconnect, and let the past be the past. the events of the past two months supersede everything that happened before. life is too short.

Os acontecimentos que ele se refere no texto, são a morte do Jerry Finn (produtor de vários álbuns do Blink) e o acidente de avião do Travis. Pena que precisou acontecer coisas tão ruins para que eles voltassem a se falar. Agora seguimos na torcida para que tudo corra bem e que eles voltem a tocar logo. E isso é ainda mais legal porque achei que um dos meus sonhos nunca seria realizado – o de ver um show do Blink-182 ao vivo. Mas pelo jeito ainda há esperanças. Demais!

E o Mark é que tá certo. O negócio é deixar o passado ser o passado, porque a vida é, de fato, muito curta.

Tasteometer

O site do Last.Fm tá com um novo layout que me agrada. Aliás, a idéia do site em si MUITO me agrada. Pra quem não conhece, o Last.FM tem um sistema de scrobble que registra todos as músicas que tu escuta no PC e/ou no ipod (meu caso) e faz uma série de estatísticas sobre estes dados. Tu pode comparar o teu gosto musical com os dos teus amigos, descobrir qual música ouve mais e várias outras coisas.

Estou registrado no site desde 2005 e já ouvi 9.300 músicas. Bela marca.

Muito criativo e legal.

Neste raio de suruba

Acabou de começar um especial na Globo sobre os Mamonas Assassinas. Primeira banda que eu REALMENTE gostei de escutar. Sabia o CD de trás pra frente. Eu e todo mundo. Lembro que BOMBAVA em qualquer festinha de garagem organizada pela gurizada. Qualquer canal que tu botava na TV, lá estavam eles. É, de fato, muita sacanagem os caras terem morrido tudo junto no auge da fama.

Deus (ou qualquer nome que ele venha a ter) às vezes DÁ DE GURI.

Chorei.

Então é isso

So sorry it’s over, So sorry it’s over
There’s so much more that I wanted and
(So sorry it’s over)
There’s so much more that I needed and
(So Sorry it’s over)
Time keeps moving on and on and on
Soon we’ll all be gone

Let’s take some time to talk this over
You’re out of line and rarely sober
We can’t depend on your excuses
Cause in the end it’s fucking useless
You can only lean on me for so long
Bring the ship about to watch a friend drown
Sit out on the ledge, begged you to come down
You can only lean on me for so long

I remember shots without a chaser
Absent minded thoughts now you’re a stranger
Cover up the scars put on your gameface
Left you in the bar to try and save face

You can only lean on me for so long
Bring the ship about to watch a friend drown
Sit out on the ledge, begged you to come down
You can only lean on me for so long
So sorry it’s over, so sorry it’s over
There’s so much more that I wanted and
(So sorry it’s over)
There’s so much more that I needed and
(So sorry it’s over)
Time keeps moving on and on and on
soon we’ll all be gone

Man on a mission can’t say I miss him around
Insider information, hand in your resignation
Loss of a good friend best of intentions I found
Tight lipped procrastination
Yeah later, see you around.

Blink-182 – Man Overboard

E isso diz muita coisa.

Sucesso total

Passeando pelos blogs alheios, achei este desafio no blog do nego.

1) acesse http://en.wikipedia.org/wiki/Special:Random – o título da primeira página aleatória que aparecer será o nome da sua banda.

2) vá pra http://www.quotationspage.com/random.php3 – as últimas quatro palavras da última frase da página formarão o título do seu disco.

3) acesse http://www.flickr.com/explore/interesting/7days/ – a terceira foto, não importa qual seja, será a capa do seu disco.

Acho que New Mexico Highlands University é um nome massa até.

Papel, tinta e tópaz

O triste é ter certeza que tu só vê o rancor em testamento que eu deixei.

Monkey Wrench

What do you do when all your enemies are friends?

I Fought The Law

O mundo ainda consegue me reservar momentos muito afudês. Na quinta, véspera de feriado, eu achei o CD ao vivo e extremamente raro – From Here to Eternity: Live – do The Clash por R$9,99 no balaio das Americanas. Já tá tudo no meu Ipod. Que linha de baixo. Que som. Demais.

Chorei. Ouçam. E podem chorar também.

%d blogueiros gostam disto: